sábado, 14 de abril de 2018

Sobre a importância de viajar, by Ed Buryn

.

Perguntaram ao vagamundo Ed Buryn, autor de clássicos guias de viagem dos anos 70, por que ele acha que viajar é importante. Sua resposta é o que você lerá a seguir.


Eu acho que viajar é importante porque o potencial humano é importante e viajar é uma ferramenta poderosa para a realização desse potencial. Você pode descer a sua rua, ir até o fim do quarteirão e voltar pelo mesmo caminho que está acostumado a caminhar e, de repente, um novo mundo pode se abrir... ao olhar para as árvores, para o céu... você pode encontrar pessoas pelo caminho, pode se esforçar para conhecer um pouco melhor sua vizinhança, no fundo viajar se resume a isso.



Eu vou mais além. Viajar o livra dos caminhos invariáveis, destrói os seus hábitos, abre sua mente, abre seus olhos para a maneira como outras pessoas vivem, para o modo como o mundo verdadeiramente é, por isso que eu acho que viajar é importante, por lhe obrigar a sair e ver a realidade por si próprio, e não obter as informações a respeito do mundo em segunda mão... você tem que sair e descobrir por si mesmo e se você se valer de agentes de viagem e das típicas conveniências de viagem, você não vai descobrir nada lá fora.



Isso é o que eu chamo de indústria turística, que trata de salvaguardar você da realidade, porque eles não querem que você corra nenhum tipo de risco, não querem que você se sinta em perigo e isso é uma grande bobagem, porque isso não é a realidade da vida e você não vai aprender nada até que possa experienciar essas coisas diretamente, de modo que, no meu entender, você deve se livrar dessas pessoas e ir com a cara e a coragem conhecer o mundo por si mesmo.



P: Que tipo de conselho você daria a um jovem começando na vida?

Bem, eu acho que o mais importante é ser autêntico... você sabe que vivemos em uma sociedade insanamente falsa. Descubra o que é autêntico e como fazer para sê-lo. Isso seria um grande trunfo, um grande presente para você.
É por isso que eu viajo, mas faço uma viagem autêntica, que é o oposto da viagem turística, uma falsa viagem...viajar será seu melhor guia, porque você poderá ser autêntico, por isso meu fascínio pelas viagens...



Por isso que viajar é tão importante para os jovens, porque a viagem lhe aterra, literalmente lhe dá fundamento no mundo, além de lhe dar um conhecimento do qual você pode tomar decisões a respeito de sua vida e fazer julgamentos sobre a vida e escolhas de vida que serão baseadas em algumas visões autênticas da realidade, ao invés das besteiras que você vê na televisão ou lê nos jornais e revistas.



P: E sobre o dinheiro? Ele é mais importante para você agora que está mais velho do que quando era um jovem vagamundo despreocupado?

Bem, quando eu era mais jovem eu costumava me preocupar com o dinheiro o tempo todo e agora não me preocupo tanto com isso... tenho uma casa quitada e há algumas regalias quando se envelhece... mas meus filhos, por exemplo, eles se preocupam bastante com o dinheiro... eu acho que, quando se é jovem, isso é um tema com o qual você tem que saber lida na vida e, claro, o dinheiro é uma coisa importante.



Entretanto, sua atitude em relação ao dinheiro é mais importante... você não pode fazer qualquer coisa com a realidade, mas pode fazer muito a respeito de sua reação com a realidade. Você tem controle sobre suas atitudes e com isso você pode fazer qualquer coisa, com a atitude correta você pode fazer quase tudo o que quiser.

Uma coisa importante a ser lembrada é a gratidão, ser grato a tudo aquilo que você consegue conquistar; saiba expressar essa gratidão porque isso é como uma ferramenta para ser compassivo por algo... se você é grato pelo que tem na vida, você vai saber apreciar cada vez mais as coisas que possui.



Como resultado, isso é uma grande ferramenta para viver de maneira autêntica, começa com a gratidão, isso é uma das coisas que eu aprendi também... ainda estou tentando aprender isso, sobre a gratidão, mas com certeza há muitas coisas pelas quais sou grato.  
Do Ed Buryn você pode curtir mais um post aqui no Odepórica.

Nenhum comentário :

Postar um comentário